Skip to content

Senta que lá vem a história…

01/01/2011

31/12/2010 Há exatamente um ano atrás, estava eu, indo na costureira pegar meu vestido branco, e com a confiança intensa, de que estaria na lista de aprovados da Uem, com a belíssima nota 95 em redação, a qual desejei todos os dias, até o dia crítico. Eis que consegui esta nota. Insuficiente. E é aí que meu ano de 2010 iniciou-se.

Estava eu. Barbara. A que já chegou a pensar que seria aprovada em Publicidade na USP por sorte, pura sorte. Que iria utilizar seu artifício de rainha das colas do ensino médio, em um vestibular. Quando por sorte no mesmo, quem sabe, um japonês sentasse na sua frente. Meu ano tem seu início. Foi em 2010 que passei pela minha primeira balada-não-lembro-o-que-aconteceu. Aquela, na qual a fase do choro chega, e te atormenta por 3 horas sucessivas, com lágrimas que só lembravam que não conseguiu o que achava que conseguiria. Na sorte. Sorte é para poucos. E eu tive! Esse ano foi meu ano premiado. Foi o ano mais complicado da minha vida. Sim, foi. Foi o ano em que tudo foi para a balança, como meu signo. Foi o ano que eu comecei a me descobrir, e descobrir o mundo. Foi o ano! Podem pensar – e eu sei que o fará – que estou fazendo uma filosofia barata sobre ele, quando digo que agradeço por não ter conseguido o que tanto achava que conseguiria na virada do ano de 2009. Mas não estou. Estou me desidratando neste momento, aliás. Água salgada. Minha “doce” companheira deste ano. Além dos livros. Além do porteiro do cursinho. Além dos amigos-não-querem-nada-com-nada que eu conheci. Além de pessoas que podem ter feito parte do meu ano, um ou cinco dias. Pessoas as quais você conhece por um motivo – vestibular. E pessoas as quais se separam por um motivo – vestibular. Afinal, não existe vaga para todo mundo! Mas é quando você se dá conta disso, que você começa a pensar. Eu vou conseguir! Porque não conseguiria? E então, eu fui à luta. Abstraindo diariamente qualquer tipo de comentário inútil para meu momento. E eu comecei. Comecei! Incluí certa paixão platônica ao meu ano, biológica. Magra. Fanha. Mas que me fez gostar de biologia celular. E ser talvez o conteúdo estudado que hei de lembrar. Comecei! História, eu comecei a entender o mundo. Comecei a querer entender. A descobrir. Quem é este filósofo? Quem foi este Rei? Porque uma bomba atômica? Porque Estados Unidos? Porque o capitalismo? Porque tantos conflitos nacionalistas? Porque Hitler? Por quê?! E eu comecei a encontrar as respostas, e o gosto por tais. Eu comecei a gostar de escrever. Escrever, escrever, escrever. Criar neologismos. Abusar de vírgulas. Eufemismo. Mesóclise. Barbaridades. Eu comecei a ser uma sedentária legítima. Eu virei mais caseira do que nunca. Eu não ocupei minha cabeça com paixonites. Eu me viciei em cafeína. Eu tornei Friends meu hobbie anual. A uma hora mais adorável do meu dia era esta. Eu tentei aprender matemática. Mais de uma vez. Eu tentei! Eu aprendi química. Eu vi que geografia tem valor. Eu descobri que literatura tem valor. Eu entendi. Eu me apaixonei por leitura. E a culpa disso é de quem? Dos livros exigidos para uma prova de vestibular. Eu esqueci a internet. Eu conheci pessoas. Eu descobri que meus Pais, mesmo querendo que eu more com eles, querem que eu consiga. Eu descobri que minha irmã, mesmo do outro lado do oceano Atlântico, talvez seja a pessoa – depois de mim – mais preocupada com tudo isso. Que mais acredita em mim – depois de mim. Que mais me entende – depois de mim. Eu mudei. E eu amo isso! E eu quero mudar mais. Quero conhecer mais. Quero ler mais. Quero criar. Entender. Conhecer. Viajar. Mudar-me. Quero metamorfoses intensas. Quero pessoas intensas. Não quero essa mesmice. E agora. Nessa virada de ano. Eu estou confiante. Não na sorte. Mas no que eu fiz. E como mudanças vêm de dentro para fora. Já é hora de dar Adeus as longas madeixas. Eu o farei. Quando enfim, eu conseguir o que quero. Eu vou conseguir pelo que eu me entreguei em 2010. E em 2011. Eu vou me entregar ao mundo – aos poucos. Eu vou chegar lá!

                                            Happy New Year!

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. 14/01/2011 4:35 AM

    Não sei se já saiu o resultado, mas… Boa sorte! :D
    e continue escrevendo ;)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: