Skip to content

Mais um ciclo

14/01/2011

   Admito. As palavras me fogem neste dia. Eu sabia! No fundo eu sabia! Com a insegurança de uma libriana! Mas eu sabia, lá no fundo sabia! Eu sentia! Eu recebia meus sinais criados por mim mesma! Talvez meu psicológico! Mas eu sabia! Eu sentia! Este momento ia chegar! Estava se aproximando! E quanto mais eu lia, mais eu sentia! Quanto mais eu aprendia, mais eu sabia! E quando eu não via meu nome lá, eu apenas imaginava! Eu imaginava como seria! Eu queria! Eu sofria! Mas eu entendia, e não desistia! O fim do ano se aproximava, e eu ainda queria! Minha determinação crescia! Às vezes eu me iludia, sim iludia! Mas eu sabia! Meu ano de 2011 HOJE se inicia! Meu ciclo se inicia! Minha felicidade transborda! E que se dane a rima!

10 AM – 14/01/2011

   Eu simplesmente chorei. Minha irmã gritou em Portugal por mim. Mas eu apenas chorei – silenciosamente. A emoção subiu aos meus olhos. Aquela emoção. A de passar no vestibular. Eu senti ela. Eu ainda a tenho comigo. Eu segui mais uma vez um conselho irmanal. Eu fui diretamente na lista dos aprovados. Eu temia. Mas eu fui. Bendito dia que minha mãe decidiu meu nome ser Barbara. Pela ordem alfabética, lá estava meu nome. Quase no topo. Não na colocação. Mas eu passei bem. Hoje, dia 14. O mesmo dia em que fiquei reta com pinos na coluna. Os dias mais emocionantes da minha vida. Que a mudaram. Para melhor. Eu chorei. Eu não acreditei. E mais que acreditei. Eu acreditava. Porque eu fiz o suficiente. Eu fiz mais que este. Agora, minha vida mudou. Para brindar, esta é a primeira publicação oficial deste blog. Feliz ano novo! Mais um ciclo. Eu vou conquistar muito mais. Porque eu posso. Eu quero. E EU POSSO! E valeu a pena. Eu posso agora gritar. Chega daquela preocupação. Daquele medo diário. Daquilo que não me fazia bem. Chega. Chega. Chega. Acabou. Agora só piora. Mas piora com aquele gostinho de eu gosto disso. Eu quero isso. Minha primeira conquista. A menor delas. As próximas serão ainda mais incríveis. Mais emocionantes. Eu estou pronta. Eu preciso fazer minhas malas. Eu farei jus a liberdade dos 18. Eu vou viver. Eu vou descobrir o que eu quero. Eu vou conhecer o que eu quero. Tudo muda por tão pouco. E por tanto. É tão irônico. Minha nova casa, é em Maringá. Minha nova fonte de sabedoria é a UEM. Minha nova vida, começa hoje. Com meu nome lá. Lá! Ele está lá! E eu não canso de olhar ele. Ele ofusca os outros. Me consome a atenção. E hoje eu simplesmente digo. Tudo valeu a pena. Para mim, eu conquistei o mundo. Não importa o resto. Não importa nada. EU TO NA UEM, PORRA! – e que se dane o palavrão, hoje eu posso.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Gabi permalink
    14/01/2011 6:58 PM

    Gritei MESMO! é a coisa mais emocionante né!!! agora só tente a piorar viu. HAHAHAHAHAHAHAHHA
    porém, o piorar vem com outras coisas muuuuuuuito mais legais, que são essas, que no fundo, vc vai perceber que valeu a pena!
    parabéns

  2. 14/01/2011 5:55 PM

    VOCÊ PASSOOOOOU! PARABÉÉNS BARZINHA, tu merece esta nova conquista! Agora mais cachaça e sertanejo hahaha, AAAAAAAA MAIS NOVA UNIVERSITÁRIA DA UEM! beijocas dinda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: