Skip to content

O relato do dia seguinte

16/01/2011

                                                                                                                                    vamos relatar…

   Ufa! Os ovos e tinta na cabeça ainda não aconteceram – ainda. Apesar de ser uma das consequências de passar em vestibular, que eu tanto sonhava, não me deixa menos feliz. Eu comemoro cada momento que me lembro. Eu comemora cada momento que eu penso nisso. A cada momento. Eu comemoro à cada vez que vou até lá, e vejo meu nome. Lá! Após aqueles segundos inesquecíveis, a primeira pessoa a quem direcionei um telefonema, foi minha segunda Mãe. Minha vó. A dona Maria. Ela chorou junto a mim do outro lado da linha. Do outro lado do túnel. Ela ficou feliz. Impressionantemente feliz por mim. O segundo telefonema, direcionou-se ao meu Pai. Os próximos vieram…

   Recuperada do instante. Me liguei que fazer matrícula não é algo tão simples. Não com o medo que tenho de – por algum erro – perder minha vaga. Isso não vai acontecer. Como minha vó, sou instantâneamente adiantada para tudo. Malas, datas, documentos, viagens, compras, vida. Somos adiantadas. Banhei-me. Limpei minha alma. Limpei meu corpo, como se tudo aquilo que me preocupava, toda aquela pressão, aquele peso, fosse para o ralo. Eu senti um alívio. Um Ufa! Comecei a pensar. Meus planos, minhas metas, meus propósitos. Traçá-los. Banhada, limpa de tudo aquilo, aquele sentimento, eu me renovei. Estava me sentindo tão confiante, tão gente grande, que coloquei um salto para tirar cópias de documentos autenticadas, e a belíssima foto 3×4. Voltei ao meu antigo colégio. Me veio na cabeça minha vida toda. Um filme. Eu precisava do meu histórico. Lá estava. Minhas notas medíocres do Ensino Médio. Que desperdício! Fui então na casa da minha Vó. Tomar o café da minha Vó. Receber seu abraço aconchegante. De orgulho. Cheguei em casa, e a preocupação com a matrícula cresceu. Falta o Título de eleitor. Já encaminhado, mas tirando um pouco do meu sono. Vai tudo dar certo. Tudo vai dar certo. Dar certo, tudo vai. O dia seguinte, seria o dia esperado. O sábado. Eu sempre, sempre, sempre. O ano todo. O ano todo imaginei-me dançando alegremente com minhas amigas, comemorando tudo isso. Isso tudo. Uma das músicas que mais me inspirou nos últimos tempos, foi Kids – MGMT. Não sei. Ela provoca um sentimentalismo feliz, que atinge meus tímpanos, e penetra em todo o meu corpo. Arrumei-me inspirada. Eu estava inspirada. Agora tudo me inspira. Fomos. Nós 3. Eu, Daiana, Kassiana. Nós 3. Lá teria mais 1. Manuela. Eu dancei. Eu dancei muito. Eu cantei, eu contava para quem quisesse ouvir. O motivo do meu sorriso constante. Minha expressão facial de satisfação comigo mesma. Até que, Nós 3 – desincluindo eu – tiveram a brilhante ideia de fazer o cantor, me parabenizar. Eis que o fez! A vergonha nem me importou. Eu não me importei com nada noite passada. Eu só queria extravasar uma vez na vida, porque eu merecia sim. Eu esperei tanto por isso. Não esperei na realidade. Eu fiz tanto para isso. Porque para mim, eu fiz, muito. Para mim eu fiz tanto. E eu precisava comemorar. Eu precisava explodir de alegria. Eu passei na Universidade dos meus sonhos e pesadelos. Eu passei na Uem. E isso que me importava. Isso que me trazia o brilho no olhar. Eu admito que passei um pouco dos limites alcoolicos. Talvez não isso. Mas nada acostumada que sou, o efeito foi mais intrigante. Mas ali eu percebi, meus amigos. Meus amigos de verdade. Não importa para aonde eu vá. Eu os levarei comigo. Histórias para contar. Eu tinha que ter. Hoje é dia de ressaca. Amanhã de matrícula. Depois de amanhã é dia de pensar nos próximos passos. Na mala. Na minha nova cidade – Maringá. No meu futuro. Na minha vida. Parece que em um instante, tudo ficou bem. Não tem como melhorar. Eu não me importo com mais nada – mas me importo com tudo. Eu estou explodindo felicidade. Esbanjando sorrisos. Estou pronta!

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Jessica permalink
    18/01/2011 4:10 PM

    Aiii barzinha, estou orgulhosa de você….
    Te abandonei no inicio do cursinho, mas vc seguiu em frente uhahuahua… Foi melhor assimvc estudou huahuahu brincadeira

    PARABÉÉNS

  2. Daiana permalink
    17/01/2011 9:29 PM

    MEUS PARABÉNS DENOVO AMIGA! sou honrada por ter você como uma amiga, uma verdadeeeeeeeeeeeira amiga. tudo valeu a pena..ou, pra mim, quase tudo.. hahaha
    te amo muitão!

  3. 17/01/2011 2:03 PM

    Ah, eu desde o dia do resultado também perdi o sono. Só fico imaginando como vai ser daqui pra frente. Vou aproveitar sim, muitíssimo. Muitoo obrigada Isa, beijos prima!

  4. Isa permalink
    16/01/2011 9:19 PM

    Bá, eu lembro qnd passei na Ufpr fiquei mais ou menos uma semana sem dormir. Pura adrenalina. é uma sensação inesplicável mesmo. Só quem passa pra saber. Aproveite. MUITO. A sensação de missão cumprida é muito boa. A tua vida tá só no começo!!! Beijo grande, cheio de orgulho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: