Skip to content

Decifra-me ou devoro-te

15/03/2011

Um paradoxo me vem à tona, à cada instante que o senso comum me importuna. O interessante da vida é o inesperado, o anormal, o desconhecido, o improvável, o questionável, o tira-sono, o medo. A partir do conhecer, tu te acomodas. Acomodar-se? Para quê? Eu quero questionar cada palavra, cada livro, cada música, cada passo. Eu quero questionar cada paisagem, cada pôr-do-sol, cada beleza. Eu quero questioná-los. Do meu jeito. Na minha maneira. No meu pensamento. E quem sabe, dividir, instruir, compartilhar, memorar, recordar, inspirar, criar, fazer. Eu quero um pouco de nonsense. Eu quero muito da rota fora dos trilhos. Eu não quero mais endereço certo, as mesmas pessoas, as mesmas matérias, os mesmos desafios. Eu quero improvisar, encontrar novas saídas, novos rumos, novas identidades. Eu quero me encontrar. Quero saber quem sou no mundo o qual o desfruto que desfrutamos, torna-se nulo diante do desfrutável. Quero chegar a algum lugar em que eu deseja chegar a outro mais alto. Quero superar minhas crenças. Ser cética, mas não tornar-me chata. Quero acreditar no fantasioso, mas não tornar-me tola. Gostaria de vivenciar tudo que tem para ser vivenciado. Tudo já vivenciado. Ainda quero conhecer o passado. Quando no mar haviam monstros. Quando a Terra era plana. E eu posso. Dê-me um livro que eu imagino. Eu queria ultrapassar os limites e correr mais riscos. Porque a vida, ah, a vida… Eu não sei até onde ela vai, muito menos o que me proporciona. Eu desconheço. Mas eu quero conhecer, desconhecer mais, e querer conhecer o ainda assim desconhecido. Afinal, por mais atraente que possa parecer, não deve ter graça conhecer o tudo.  

 por Barbara Amorim

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Eu. permalink
    05/06/2011 6:20 PM

    “Quel être, pourvu d’une seule voix, a d’abord quatre jambes, puis deux jambes, et trois jambes ensuite ?”

  2. Gabi permalink
    18/03/2011 10:41 PM

    Se começarmos a pensar assim enlouquecemos! O segredo está em ir vivendo cada momento intensamente, sem complicar, sem questionar… e o atraente não está em conhecer tudo, mas sim conhecer e aproveitar muito bem até aonde suas possibilidades alcançam… GET IT? pode ser no barzinho tomando uma cerveja e sorrindo sem parar com os amigos da faculdade enquanto tiram sarro daquele professor chato até dar uma respiração profunda sentada na grama em frente à torre eiffel e poder dizer, yes, i’m alive!

  3. Paula permalink
    16/03/2011 3:48 PM

    Bah… filosofar a vida!!!! Eis a questão!!!! nao esqueça de aproveitar tudo…e tirar liçoes e dicernir o bem do mal e no mais seja muito feliz!!!!! Bjos madrinha Paula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: