Skip to content

Pela infância!

12/10/2011

Hoje é 12 de outubro! Hoje é feriado! Hoje é um dia lindo, cheio de cores, brinquedos e risos gostosos da inocência infantil. Mas diferente do último dia das crianças em que fiz uma publicação à cá relembrando os anos 90 e tudo o que encantou minha infância e tantas outras, hoje tirarei proveito dessa data e hei de falar de um assunto sério. Darei meu protesto e me pronunciarei além de fotos de desenhos animados e afins no perfil do facebook, que apesar de não ter aderido à tal, acho essa corrente a melhor criada até então.

Pedofilia é um assunto sério, e talvez o mais sério de todos ao meu ver. Que qualquer pessoa, que não seja doente para cometê-lo, coloca-se absolutamente contra esse ato, todos sabemos. Mas para mim, isso é um assunto muito além do sério, o qual precisa deixar de ser um assunto. Precisa deixar de ser!

Apesar das críticas, seja por ausência de violência, seja pelo lado do Paraíso e o da Realidade não se encontrarem… Esse filme que compartilho  abaixo trata-se do, não mais assunto, do ato em questão, a pedofilia. Foi baseado no best-seller Uma Vida Interrompida, livro que estou agoniada para ler. O filme é ótimo, tanto que assisti mais de uma vez. Mostra de fato, uma vida de 14 anos e sonhos interrompidos… Não por um acidente, não por uma doença. Por um pedófilo. Minha indicação se estabelece por aqui e minha indignação vem logo à seguir.

 Prezo pela infância. Prezo pela inocência desta. Prezo por crianças, mesmo que jeito para com elas eu não tenha muito, devo admitir. Talvez eu preze tanto, talvez eu tenha tanta indignação, tanto horror para tal, porque tive uma infância linda e é impossível aceitar que tantas a tenham interrompida. Seja por uma vida levando isso consigo. Caladas. Com medo. Seja por uma vida tirada.

Ter certeza é algo complexo, afinal, exige-se a certeza… Porém, Rafinha Bastos, acredito que minha certeza quanto a isso é certa. Uma das suas últimas piadas ácidas e sem graça, aquela lá sobre a filha do Zezé e seu bebê que ainda nem veio ao mundo, tenho certeza que não foi pronunciada como apologia alguma a pedofilia alguma. Apesar do quão ferrado você está por essa acusação e interpretação da massa, meu caro, acredito que ela veio em boa hora, até mesmo boa época, afinal, dia das Crianças está aqui e sua piada e consequências estão na internet, em revistas, que aliás já cansei-me de ler reportagens sobre isso, porém, o ato pedofilia estava um tanto quanto cessado da mídia, assim sendo, cessado na cabeça das pessoas. Sem dúvidas tudo isso vai trazer esse assunto à tona, já veio, na realidade. Relembrar de casos de crianças trancadas em porão com 7 filhos do Pai tornou-se um clássico para complementar notícias da sua ausência no CQC, outra boa consequência. Espero que esse ato não tenha apenas mais um pico de combate e logo cesse novamente, para voltar quando outro escândalo absurdo surja por aí, mas que persista. E aqui fica meu apelo silencioso por denúncias!

Foi destino visitar esse blog e encontrar uma publicação com o vídeo abaixo. Uma campanha/clipe publicitário contra a pedofilia. Incrível! Foi do vídeo que de repente surgiu-me a ideia dessa publicação à cá. Pela infância!

Um feliz dia das crianças, e só pra não dizer que não escolhi meu personagem favorito da minha infância, aqui vai a Helga e sua monocelha, eterna anônima apaixonada pelo Arnold, cabeça de bigorna, que eu tanto me identificava. Amores de infância, por seis anos…

 

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. 14/10/2011 1:40 PM

    Você tem razão, pedofilia é um assunto que tem que deixar de assunto: precisa-se, urgente, que atitudes assumam o lugar das palavras. A quantidade de crianças que perde sua inocência cedo de mais é absurda, é nojento. Só de saber que tantas crianças não podem ter a infância que tive, protegida e feliz, me dá calafrios. É triste e desastroso saber o quanto nosso mundo está errado.

    Sobre o cara do CQC, concordo que ele excedeu os limites do bom senso, mas agora vir a ser processado em uma quantia absurda de 100 mil reais (vai dizer que a ex-Camargo precisa dessas grana?!) é surreal. Tudo bem, o cara é impoliticamente correto, pesou a mão na piada, mas vir a processar e exigir tal quantia? HAHA, é demais pra minha cabeça.

    Beijo!

  2. 12/10/2011 2:06 PM

    Putz, eu já vi esse filme no cinema. É lindo… eu senti muita pena da menina tentando se adaptar ao seu novo plano e quando ela fica brava isso altera até o humor do pai na Terra.

    Eu gosto de CQC mas admito que o Rafinha Bastos exagerou e comprometeu até mesmo a própria imagem do programa. Mas ele já foi punido e mesmo assim continua fazendo piadinhas sem graça, mas aí o CQC não tem mais nada a ver com isso né? Você viu quando ele falou que o Fábio Assunção é traficante? Ele brinca com coisas sérias… aff.

    Eu também prezo muito pela infância, e queria que todas as crianças tivessem a infância incrível que meus pais conseguiram me fornecer.

    Tenha um ótimo feriado (:

    Fique com Deus ♥

  3. 12/10/2011 8:57 AM

    muito bom, parabens :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: