Skip to content

Pai, obrigada!

12/08/2012

Pai, obrigada por ser meu assassino em série dos insetos que me assustaram. Obrigada por cada churrasco que fizestes. Obrigada por me dar o Pumba, o bicho de pelúcia em forma de tigre que mais tenho apreço. Obrigada por me forçar a ler. Obrigada por abrir meus olhos para os mistérios que o futuro reserva. Obrigada por cada risoto e cada sopa. Obrigada por me buscar na rodoviária a cada volta para casa, às 5h da matina. Obrigada por colocar a bicicleta, sem rodinhas, ao lado da minha cama, naquela manhã do dia 25 de dezembro. Aliás, obrigada por me ensinar a andar de bicicleta sem rodinha. Obrigada por me ensinar que ser mediano não é para mim. Obrigada por todos os filmes que locou e me fez assistir. Obrigada por ter cuidado de mim na catapora, na gripe, na escoliose, na dor de cabeça, na tosse, na febre. Obrigada por, quando pequena, me deixar usar seus chinelos 44. Obrigada pelas conversas sérias. Obrigada pelos olhos negros que puxei de você. Obrigada pelas incontáveis barbies. Obrigada inclusive por aquela das Spice Girls, que apesar de eu ter pedido a loira, você tenha me dado a de cabelos pretos e dente de ouro. Obrigada por cada Kinder Ovo por mim insistente, que faziam-se uma conquista. Obrigada por cantar e alegrar. Obrigada por contar até 3 e fazer minhas bochechas incharem com frequência, apesar de nunca ter chego no 3. Obrigada pela paciência quando me acordava para o cursinho. Obrigada pelo cursinho. Obrigada por cada conselho, e mesmo que pense, eles não entram por um ouvido e saem pelo outro – eles estão comigo, e lembro de cada um no momento certo. Obrigada pela educação, pelos valores e princípios que me passou. Obrigada pelo exemplo. Obrigada pelo patinete. Obrigada por deixar eu, no meio da noite, levar o colchão no seu quarto – sempre foi medo de dormir sozinha, ainda é. Obrigada por, quando internet discada, me deixar entrar no site da Barbie por uma hora – era uma eternidade para mim. Obrigada por ter dado uma bronca no Cuqui quando ele me mordeu. Obrigada por me ensinar as palavrinhas mágicas. Obrigada pelo conforto. Obrigada por render-se aos meus pedidos de criança, chocolates e brinquedos. Obrigada por cada sábado rotineiro de mercado, padaria e locadora. Obrigada por ser essa pessoa tão paciente e justa. Obrigada pela sabedoria. Obrigada por cada ‘Olha o Jacaré’ que faz efeito ainda hoje. Obrigada por me fazer corinthiana. Obrigada pelo Natal, Aniversário e Páscoa, no plural ao quadrado. Obrigada por sentir orgulho de mim. Obrigada por ter me deixado de castigo. Obrigada por fazer a palavra família ser mais que uma palavra. Obrigada pela vida que me deu. Obrigada por ser meu Pai. Obrigada por ser esse Pai. Ser meu herói!

Feliz dia dos Pais, te amo!

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. 30/08/2012 6:24 PM

    emoçao, uma lagrima…sem palavras.

  2. 12/08/2012 10:47 AM

    qqqqqqqqqqqqqqqqqqqqqqque coisa linda! amei ‘ Obrigado pelos olhos pretos!’ vou falar pro meu pai hoje!

  3. 12/08/2012 8:58 AM

    Há várias maneiras de Deus se manifestar na vida das pessoas… como ele se manifesta na minha…??? bem, se querem saber, ele acabou de me fazer um carinho! Obrigado Bah!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: